A Corrida de rua e o Covid19

Estava treinando para uma prova e ela foi cancelada por causa do coronavírus. E agora?

Quem se identifica no cenário de estabelecer uma prova como objetivo, conversar com o treinador para ele definir as estratégias e a periodização, você treinar forte e com dieta e fortalecimento adequados e, de uma hora para outra, aparecer a pandemia do coronavírus para cancelar ou adiar esta prova-alvo?

Com certeza, muitos de nós estávamos dentro deste cenário (inclusive o autor deste texto). Com as partes física e técnica em construção e praticamente em dia, o que dizer da parte psicológica? Com certeza ela foi para o espaço, fez o corredor perder ou diminuir a motivação nos treinos e o deixou com dúvida quanto aos próximos objetivos. Com a visão de treinador, tentaremos neste texto a dar um norte ao corredor neste período difícil que o mundo está vivendo.

A primeira coisa a ser feita é cuidar da saúde e seguir as dicas de médicos infectologistas de higienizar as mãos, evitar aglomerações, permanecer em casa (em especial, o grupo de risco). Além disso, praticar exercícios físicos, se possível, dentro de casa. Se for correr, reduza o volume e a intensidade dos treinos, uma vez que o sistema imunológico está baixo e, ao correr muito forte ou longas distâncias, deixará o organismo com chances de adquirir a doença. O famoso treino de “25 a 30 minutos leve” está de ótimo tamanho, então, faça-o em casa!

O próximo passo é conversar com o treinador, verificar se você tem disponibilidade para a nova data da prova que estava treinando e refazer o planejamento.

Caso a prova tenha sido cancelada (e não adiada), aí vale a conversa para um novo objetivo e se planejar para este.

A partir daí, a preparação recomeça e “aperte o play”, quando médicos e autoridades autorizarem a volta aos ambientes públicos e à rotina normal.

Anúncios

Uma dica para manter-se motivado nestes dias é mentalizar que você está naquele período onde acabou de concluir uma prova-alvo e está de “férias” dos treinos para o objetivo que traçou. Na teoria do Treinamento Desportivo, chamamos de “Período de Transição”.

Sabemos que é frustrante e muito chato você treinar muito para um objetivo, acordar de madrugada para começar os treinamentos, manter-se numa dieta equilibrada, realizar o fortalecimento e forças maiores cancelarem sua prova-alvo. Por outro lado, temos que focar na saúde pois, sem ela, será praticamente impossível você realizar outras provas no futuro.

Também sou corredor e no lado emocional fico triste por não participar das provas, mas o lado racional nos mostra que agora é o momento de se preservar e de proteger nossos familiares!

Vamos nos cuidar para correr melhor assim que todo este pesadelo acabar!

 

Marco Costa

Marco Costa

Corredor desde 1998. Graduado em Educação Física (UniFMU-2003); Pós-Graduado em Treinamento Desportivo (UniFMU-2005), Fisiologia do Exercício (UNIFESP/EPM-2006) e Administração e Marketing Esportivo (Universidade Gama Filho-2013). Treinador de Corridas de Rua, Personal Trainer e Professor Escolar para Ensino Fundamental e autor do livro "DESAFIO DO DUNGA: Superações Física, Mental e Pessoal em duas Edições", Editora 4Letras, 2016.