Cuidar da biomecânica da corrida é mesmo necessário?

A fisioterapeuta Raquel Castanharo comenta estudo que mostrou que treinar a forma de correr pode ser eficaz na prevenção de lesões.

Confira!!

Já encontrei alguns corredores céticos quanto a melhorar a biomecânica da corrida. Alguns acham que alterar a forma de correr é muito difícil, ou até impossível. Outros não acreditam que tal tratamento irá ajudar na prevenção e tratamento de lesões. Porém, mais uma pesquisa científica acaba de ser publicada mostrando que a intervenção na biomecânica da corrida é possível, não tão difícil como pode parecer, e diminui o risco de lesões.

O estudo intitulado “Gait Retraining for the Reduction of Injury Occurrence in Novice Distance Runners. 1-Year Follow-up of a Randomized Controlled Trial” contou com a participação de 320 corredores. Cento e sessenta e seis deles passaram por um treinamento de biomecânica de oito sessões, em duas semanas. Eles foram ensinados a correr com menor impacto através de um sistema de biofeedback, que mostra o choque do corpo com o chão a cada passada. Assim é possível ao corredor ir ajustando seu movimento em tempo real. Os outros participantes não receberam esse treinamento, apenas correram as oito sessões sem nenhuma instrução.

Ao final das duas semanas, os corredores que receberam o tratamento de biomecânica eram capazes de correr com menor impacto mesmo sem nenhuma ajuda. Ou seja, aprenderam a se mover de uma forma melhor. E um acompanhamento de um ano mostrou que eles tiveram uma redução de 62% do risco de se machucar em comparação aos outros corredores.

Eu sempre digo que com um pouco de paciência, tudo se ajeita. Tentar melhorar a biomecânica pode ser um pouco chato no começo, pois pensar no movimento é cansativo. Mas com insistência e tempo (que não é longo) essa nova forma de correr vai ficando automática e com certeza irá valer a pena.

 

By Raquel Castanharo – Fisioterapeuta formada e mestra em biomecânica da corrida na USP. Realizou pesquisa em biomecânica da coluna na Universidade de Waterloo, Canadá. Trabalha com fisioterapia e avaliação biomecânica em São Paulo e Jundiaí. www.raquelcastanharo.com.br

Anúncios