UDI42 – Maratona Nilson Lima de Uberlândia

A grande maioria dos atletas que participam de uma maratona não a corre para vencer. O mais importante para os corredores amadores é correr contra si mesmo, conseguindo tempos mais rápidos a cada vez e uma melhor colocação em seu grupo de idade ou de sexo. Muitos tem como meta apenas conseguir completá-la.

Outro objetivo importante é conseguir qualificação para disputar determinada maratona importante. A Maratona de Boston e Comrades Marathon, por exemplo, tem uma exigência forte de tempos limites para grupos de idade e sexo, assim como a Maratona de Nova York, essa menos exigente que a primeira.

Considerando que a “UDI42 Maratona Nilson Lima de Uberlândia” é a última maratona disputada no Brasil que qualifica para a Comrades, torna-se um evento altamente competitivo com a presença forte de atletas que buscam competir na África do Sul.

Por que Maratona Nilson Lima?

Com a palavra Luciano Moraes, da Apuana Esportes

Quando conheci o Nilson, em uma conexão para a Maratona do Rio de 2014, na ocasião, minha primeira e do Nilson lá pela 120, confesso que ainda não estava imerso no universo das corridas e portanto, apenas já tinha ouvido falar dele. Muito curiosos sobre organizar corridas, dificuldade e coisas necessárias e indispensáveis, o Mestre,

Anúncios

já foi abrindo sobre suas experiências mundo afora. Nesta ocasião, tinha realizado um evento de 10 Milhas em 2013 e estava previsto outro em 2014 e mais uma meia Maratona, a pedido do público, no fim do ano. Sem nenhuma pretensão de fazer um evento de maratona.

Pois bem,nossa meia também foi um sucesso e já surgiram algumas insinuações de fazer a nossa maratona, então diante de uma grande midia, prometemos que, caso a segunda edição da nossa meia, também fosse um sucesso, no ano olímpico faríamos a nossa maratona.

Em 2015 então, criamos o Circuito Uberlândia Corre, que passou a abrigar nossa 10 Milhas, uma night run, uma trail run e fechando o circuito a segunda edição da nossa meia.

Dia do convite, Nilson Lima e a equipe Apuana Esportes..

Hora então de cumprir a promessa. Ainda sem intimidade com o Mestre Nilson, mas sempre ouvindo suas peripécias, surgiu em meados de 2015, após algumas braçadas na piscina, a ideia de dar o nome da nossa Maratona, ao Maior Maratonista  do Brasil em atividade, fizemos uma pequena enquete entre alguns formadores de opinião e foi quando a unanimidade veio à tona. Convidamos então para um café, o Mestre e mais alguns maratonistas de Uberlândia, ainda com suspense sobre a pauta: “Nilson, vamos fazer uma maratona em 2016, gostaríamos de te homenagear com o nome do nosso evento”…

Após um silêncio sepulcral, e com as caras de espanto sobre a mesa, ouvimos um sonoro: “que isso, eu, como assim, sou só uma pessoa que gosta de correr, vocês tem certeza??”  Continuamos e dissemos que só faríamos também se a avaliação dele na nossa segunda meia fosse totalmente positiva. 

Não deu outra, ele nos prestigiou com a presença no evento, fez suas observações, deu seus palpites e então, partimos para a empreitada.

Desde  então, ganhamos não só um grande nome pra homenagear, mas também um grande amigo, conselheiro, padrinho, consultor e que chega no evento em 2019 com suas mais de 244 maratonas e ultras completas, desafio das 50 Maratonas nos 50 Estados Americanos, e agora completando as 100 maratonas na América do Norte.

A “UdI42 – MARATONA NILSON LIMA DE UBERLÂNDIA” não é o evento com mais maratonistas inscritos, mas com certeza é a Maratona que tem os inscritos com maior numero de maratonas concluídas, pois, o Mestre Nilson, com seu carisma contagiante, atrai os amigos que ele faz pelo Brasil e pelo mundo que vem prestigiar o evento ao qual ele gentilmente empresta seu nome e prestígio.

UDI42 – Maratona Nilson Lima de Uberlândia

A prova

UDI- Maratona Nilson Lima de Uberlândia

Local de largada: A largada é no cartão postal da cidade, pátio do Teatro Municipal de Uberlândia, na avenida Rondon Pacheco, 7070, no Bairro Tibery, Uberlândia–MG, em qualquer condição climática.

Horário da largada: Para o percurso de 21Km, revezamento e 42Km, a largada será às 6:30h.  Para os 5Km, a largada será às 7:00h.

Percurso: A corrida será disputada nas distâncias de 42,195 quilômetros (maratona) individual ou revezamento em quarteto; 21,097 quilômetros (meia maratona) e 5 quilômetros (5Km) com percurso aferido por medidor oficial integrante do quadro da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), que será amplamente divulgado no site www.uberlandiacorre.com.br

Participação: A corrida UDI42 – Maratona Nilson Lima – 2019, será disputada nas categorias INDIVIDUAL MASCULINO e INDIVIDUAL FEMININO, na qual cada atleta correrá 5 km ou 21 km ou 42 km. Haverá também revezamento disputado em forma de QUARTETO MASCULINO, FEMININO E MISTO para a Maratona. Serão desclassificados todos os atletas que não observarem a formação acima descrita.

Aferição: A prova terá a duração máxima de 6 (seis) horas e o atleta que em qualquer dos trechos não estiver dentro do tempo projetado, será convidado a se retirar da prova. A supervisão técnica será da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) com organização da APUANA ESPORTES

Retirada do kit: A retirada do kit acontecerá na sexta, dia 26 de abril e no sábado 27 de abril de 2019, em locais e horários que serão oportunamente divulgados.

O(a) atleta que não retirar o seu kit na data e horário estipulado pela organização perderá o direito ao kit. Não serão entregues kits de corrida no dia do evento e nem após o evento.

O Kit somente poderá ser retirado pelo(a) atleta inscrito mediante apresentação do documento de confirmação de inscrição, o respectivo recibo de pagamento e RG.

A retirada de kits só poderá ser efetivada por terceiros mediante apresentação de autorização específica para este fim e cópia de documento de identificação do inscrito.

O Desafio de fazer a UDI42 – Maratona Nilson Lima de Uberlândia

O grande “atrativo” de Uberlândia é a dificuldade do percurso, aliada ao tradicional calor da cidade mineira. O desafio será a subida de 11 km, dos 5 km até os 16 km, sem citar outras com direito a vento contra, incluindo os 2,5 km finais. O sobe e desce é constante.

Com permissão da Confederação Brasileira de Atletismo tanto no percurso da maratona quanto dos 21 km, a Maratona Nilson Lima, também integra o calendário de provas oficiais, valendo para a obtenção do índice para Boston e para o Ranking Brasileiro de Maratonistas e é a última que vale como qualifing para a Comrades.

O percurso tanto da maratona quanto da meia dá uma volta completa no Parque do Sabiá, local tradicional de treinos e corridas.

Um pouco de Uberlândia

“O primeiro homem de origem europeia a pisar na região do atual município de Uberlândia, território até então habitado por índios caiapós e bororós [carece de fontes], foi o bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva, em 1632. A região, então pertencente à Capitania de São Vicente, passou a pertencer à Capitania de Minas Gerais e São Paulo por Carta Régia de 3 de novembro de 1709. João Pereira da Rocha (1818), após o desbravamento da região pelos bandeirantes, fixou-se pela região, demarcando área próxima à Aldeia de Santana (atual Indianópolis). Ali, ele instalou a sede da sesmaria, que denominou Fazenda São Francisco, dando origem ao município. Demarcou, ainda, a Fazenda Letreiro e a do Salto e deu o nome de Ribeirão São Pedro a um curso d’água encontrado.

Uberlândia, exuberante.

A vinda de João Pereira atraiu muitas outras famílias, inclusive os Carrejos, que, em 1835, adquiriram parte da Fazenda São Francisco e de outras próximas, formando as sedes nas quais se instalaram aqueles irmãos: Olhos d’Água, Lage, Marimbondo e Tenda (a de Felisberto). Felisberto Alves Carrijo que, em 1964, foi legalmente reconhecido como fundador da cidade, era professor com formação adquirida em colégios de missionários. Instalou em sua casa a primeira escola do município e, aos domingos, rezava o terço. Formou um povoado, sendo este, em seguida, denominado como Nossa Senhora do Carmo em homenagem à capela de mesmo nome, inaugurada em 20 de outubro de 1853.

Em 11 de junho de 1857, foram incorporadas, ao patrimônio do povoado, mais doze alqueires doados pela esposa de Luís Alves Pereira, Custódia Fernandes dos Santos e outros cidadãos. Essa área já era habitada por escravos e deu origem ao Bairro Patrimônio, na zona sul, pela Lei Provincial nº 831. Exatamente um mês mais tarde, foi criada a Freguesia de São Pedro de Uberabinha. Em 1861, a Capela de Nossa Senhora do Carmo foi ampliada, tornando-se a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo de São Pedro de Uberabinha, que viria a ser demolida em 1943.” (1)

Correr e turistar em Uberlândia

Por que só correr? Por que não aproveitar e conhecer um pouco da cidade que você esta chegando? Nada é mais salutar do que conhecer um pouco do lugar: sua história, suas belezas, sua culinária e principalmente as pessoas.

Aproveite, já que voce vem correr e passe um tempinho por estes ou outros pontos que te farão levar um pouco do que é e oferece a bela cidade mineira de Uberlândia.

Museu de Arte da Universidade

O museu foi instalado em uma antiga residência, abriga ótimas exposições de arte contemporânea e pontualmente exibições do acervo da instituição. Uma ótima opção cultural na cidade. Local aconchegante, bem iluminado e com acesso bem facilitado.

Museu Municipal

Museu Municipal de Uberlândia.

Instalado em um prédio antigo que já foi a Prefeitura da cidade, revela um pouco da história além de sua bela Praça.

Depoimento de visitante:

Recentemente fui com a minha esposa fazer uma visita ao Museu Municipal de Uberlândia. Ficamos encanto com o acervo, itens do tempo da escravidão como os grilhões. Fotos q retratam a origem da cidade, da construção da igrejinha e seus primeiros aglomerados comunitários. O prédio é lindo e histórico também. A energia que emana daquelas relíquias é indescritível. Tive a sensação de ouvir os murmúrios dos irmãos negros ali acorrentados, em outro momento, senti o cheiro que emanava das comidas feitas naquelas panelas de barro. Foi como voltar no tempo. Sem dúvida saímos dali mais humanos e fortalecidos.

Igreja Nossa Senhora das Dores

É uma igreja muito linda, iluminada e confortável. O ruim é que a rua é bem estreita e não tem muito lugar para estacionar. Também não é possível tirar fotos amplas na frente da igreja.

Igreja Nossa Senhora das Dores

Uma igreja frequentada por um público jovem grande, cheia de eventos como casamentos. Tem estrutura grande, as missas são dependentes dos padres que as fazem, algumas são rápidas e dinâmicas, outras longas e cansativas. Difícil de estacionar quando tem eventos. As barraquinhas são sempre cheias com comidas gostosas e música.

É um dos lugares mais cobiçados de Uberlândia para a realização de casamentos e o charme é que esta igreja está localizada na parte antiga da cidade.

Depoimento de visitante:

Trata-se de uma capela muito bonita e aconchegante, por isto as noivas procuram-na em primeiro lugar. Fácil acesso e de estacionamento. Fui em alguns casamentos neste local e sempre a sensação e de que é o local ideal para as celebrações.

 

Igreja de Nossa Senhora do Rosário

Patrimônio Histórico:

A igreja possui um encanto singular, principalmente por ser uma das mais antigas construções da cidade, ou seja, está intimamente ligada a história da cidade. Visitá-la é sempre uma alegria, mas em especial na festa do congado, conhecê-la se torna algo único e especial.

Patrimônio Religioso:

Uma Igrejinha antiga, muito bem conservada, foi recentemente restaurada. Local de muita paz e tranquilidade para orações. Abriga a tradicional Festa de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, que era tradição dos Negros e atualmente não existe separação.

O Complexo Parque do Sabiá

O complexo Parque do Sabiá, que começou a ser construído em 07/07/1977 e foi inaugurado em 07/11/1982, possui uma área de 1.850.000 m², que abrange um bosque de 350.000 m² de área verde.

Possui um conjunto hidrográfico composto por três nascentes que abastecem sete represas e originam um grande lago e sete outros menores; uma praia artificial com 300 metros de extensão; um zoológico com animais em

Parque do Sabiá.

cativeiro de dezenas de espécies; uma estação de piscicultura com vários tanques, que servem para estocagem de matrizes, reprodução de peixes, estocagem de pós-larvas e alevinagem; um pavilhão de 1.080 m² de área construída, que comporta 36 aquários e 36 espécies diferentes de peixes, com valor econômico e ornamental; uma pista de cooper de 5.100 metros de extensão; duas piscinas de água corrente; vários campos de futebol; cinco quadras poliesportivas; uma quadra de areia; um campo society de grama; um completo parque infantil, com mais de 100 brinquedos; conjuntos sanitários; vestiários esportivos; lanchonetes e vários recantos contemplativos, entre outras instalações.

Verde, luz e muito ar puro

A proposta de sua criação teve como principal objetivo proporcionar ao cidadão menos favorecido um local para a prática desportiva e outras atividades de lazer.

Com extensão de 5.100 metros, a pista asfaltada praticamente circula todo o complexo. Existem ainda as opções com trilhas de terra e calçadas no meio da mata. Quem faz caminhada no Parque do Sabiá tem o privilégio não só de fazer o cooper num local de ar puro, mas também de apreciar a beleza do verde, da represa, enfim, de todo o local.

 

(1) Fonte: Wikipédia